A direção da empresa, mais uma vez, age covardemente contra trabalhadoras e trabalhadores. A gestão Luduvice, que atrasa o cumprindo da cláusula segunda do ACT 2018, que em seu parágrafo primeiro explicita a criação de uma comissão paritária para definição das metas do PPR, com prazo até outubro deste ano, é a mesma gestão que está adiantando o TERMO DE QUITAÇÃO ANUAL, que só deveria ser disponibilizado em 2019, uma vez que a cláusula só tem validade a partir de 1° maio de 2018. Claramente a tentativa de barrar ações trabalhistas, que são fruto do desrespeito da direção da empresa com esta categoria.

O Sindágua orienta a NÃO assinatura deste termo, uma vez que é facultativo. Em caso de dúvidas sobre este ou qualquer tipo de documento, entre em contato com seu sindicato antes de assinar. Não aceite nenhum tipo de coação, denuncie!

UNIDOS SOMOS MAIS FORTES! 
LUTAR • MANTER • CONQUISTAR