Governo coloca à venda mais um patrimônio nacional

Governo coloca à venda mais um patrimônio nacional

NOTA DE REPÚDIO

O Sindágua-DF, em nome das trabalhadoras e dos trabalhadores da Companhia de Saneamento do DF, lamenta e repudia a aprovação do PL 591/21 na Câmara dos Deputados, em votação ocorrida no dia 5 de agosto. O projeto de privatização dos Correios fere a Constituição – que prevê o monopólio do sistema de encomendas pelo Estado – e a soberania nacional; trará desemprego e prejudicará milhões de brasileiros que hoje são atendidos com eficiência pela empresa estatal, já que o setor privado não terá interesse em atuar em regiões periféricas.
A venda de empresas estratégicas é um dos pilares da agenda econômica do governo Bolsonaro, ainda que essa política resulte em grandes perdas para a população. O governo está entregando à iniciativa privada uma empresa que fatura cerca de R$ 20 bi por ano e que garante a logística de entrega de produtos em todo o território nacional. Seus mais de 99 mil trabalhadores são reconhecidos pela competência em fazer dos Correios um orgulho para o Brasil.
Se a justificativa para a venda dessa instituição centenária é a necessidade de modernização, com certeza é possível fazer isso sem precisar entregá-la ao capital privado, a quem só interessa o lucro e não os interesses da população.
Nossa categoria se solidariza com as trabalhadoras e os trabalhadores dos Correios e coloca-se à disposição para ajudar nesta luta, uma vez que a matéria ainda precisa ser votada no Senado Federal.

SINDÁGUA-DF

Sindagua Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.