I Encontro de Saúde do Trabalhador acontecerá nesta sexta e sábado

Imagem

Saúde é luta!

O I Encontro de Saúde do Trabalhador parte da constatação do grave e crescente adoecimento dos trabalhadores das diversas categorias. Como numa guerra silenciosa, os acidentes e as doenças profissionais vêm mutilando ou matando mais do que os campos de batalha.

 Entretanto, nessa guerra as vítimas não são reconhecidas como tal e há todo um processo social de “esquecimento” e de ocultação desse massacre que se impõe sobre os trabalhadores.

As estatísticas dos órgãos oficiais escondem o tamanho real desse quadro mórbido, mas os trabalhadores sabem o quanto ele é desolador, seja por seus estudos ou até por experiência viva.  Em todos os ambientes de trabalho, no campo ou nas cidades, nas empresas privadas e nas públicas, a organização capitalista da produção vem intensificando e precarizando as condições de trabalho e, portanto, de vida dos trabalhadores.

 Hoje, para além dos agravos físicos à saúde se acrescentou, em escala crescente, o agravo psíquico-mental. Essas formas “modernas” de manipulação e pressão sobre os trabalhadores vêm produzido adoecimentos em novas e trágicas magnitudes. O suicídio é a marca extrema e desesperadora que a exploração ampliada no trabalho nos impôs.

A saúde do trabalhador é uma causa de luta e bandeira coletiva. Assim, precisamos sair de nosso isolamento e enfrentar esses ataques de forma coletiva.

Para este encontro, reunimos vários companheiros de luta com diversas experiências e capacitações em saúde, além de estudiosos e militantes em prol da saúde dos trabalhadores, com o objetivo de compreender por que esse massacre vem aumentando e nós pouco reagimos.

Vamos tratar de questões como: O que faz o trabalhador adoecer? Como organizar o enfrentamento a esse massacre? Como a luta dos trabalhadores deve se relacionar com as questões de saúde?

São desafios que nos colocamos na condição de classe, para debater e agir, pois entendemos que “Saúde é luta!”

Participe deste importante encontro!

Será nos dias 17/03/2017, sexta-feira, a partir das 18h, e 18/03, sábado, a partir das 8h, no auditório do Centro Cultural de Brasília – início da L2 Norte, SGAN 601 Modulo B.

 

Organização:  Sindágua, Sindsasc, Sinasefe Águas Lindas,  Oposição Bancários DF, Esquerda Autônoma – Coletivo de Oposição à atual direção do Sindicato dos Professores,  Intersindical e Movimento Passe Livre

 SDS – Edifício Venâncio VI – Sobrelojas 12 a 15 - Fax: (61)3323-1196 – CEP: 70393-900 – Brasília-DF –  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  login