A ordem é perseguir e retaliar

Jornal

Indicado pelo governador Rodrigo Rollemberg/PSB, o presidente da Caesb inicia o que podemos chamar de “caça às bruxas”. Com o objetivo claro de intimidar a categoria, Luduvice assina a abertura de Processo Administrativo Disciplinar contra 45 trabalhadores. Bastante contraditório, o presidente age na contramão do que disse ao Sindicato na reunião do dia 13 de janeiro: “Não farei perseguição alguma. Vou deixar seguir os processos que já estão em curso e garanto que não vou fazer nenhum novo.”

A greve da data-base de 2014 foi julgada legal e não abusiva pelo TRT. Mesmo assim, não satisfeita, nove meses após o fim do movimento, a “nova” direção da Empresa retomou a velha prática – a nefasta política de perseguição a quem luta.

Não podemos ignorar o fato de que o Sr. Maurício está seguindo exatamente os passos de seu primo e governador do DF, que já levou à Justiça pelo menos duas categorias que estavam em greve, acionou o MPDFT para não pagar reajuste de servidores, além de tentar obrigá-los a devolver os reajustes salariais já pagos em 2013 e 2014.

A categoria nunca foi conivente com perseguição a trabalhadoras e trabalhadores, e não é agora que será.

NÃO À PERSEGUIÇÃO A COMPANHEIRAS E COMPANHEIROS!

 SDS – Edifício Venâncio VI – Sobrelojas 12 a 15 - Fax: (61)3323-1196 – CEP: 70393-900 – Brasília-DF –  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  login