post-title Nota contra a privatização da CAESB http://sindaguadf.org.br/wp-content/uploads/noticia-urgente.jpg 2019-05-21 15:38:45 yes no Posted by Categories: Uncategorized

Nota contra a privatização da CAESB

Posted by Categories: Uncategorized
Nota contra a privatização da CAESB

Em defesa do saneamento público e de qualidade!

A CAESB encerrou o exercício de 2018 com um patrimônio de mais de R$ 3,46 bilhões, entre bens e direitos. Patrimônio este pertencente não ao GDF, mas a toda população do Distrito Federal.

Privatizar nada mais será do que entregar todo o investimento que a população realizou na companhia, em mais de 50 anos, para alguma entidade privada, que explorará este patrimônio com o único intuito de obter lucro para o comprador à custa do sofrimento da população com tarifas exorbitantes e a exclusão das políticas e tarifas sociais existentes atualmente na companhia, pois não trazem lucro, e mais, deixar de atender integralmente a população mais carente visto que empresa hoje tem um viés de saúde pública.

Toda população do Distrito Federal sofrerá com a privatização da CAESB, pois: a qualidade da água reduzirá devida à redução de custos da iniciativa privada para obtenção do máximo de lucro; e a tarifa de água aumentará exponencialmente, podendo chegar ao cúmulo das sociedades carentes não terem condições de pagar a água que necessitam para viver, lembrando que os postos de atendimento podem reduzir drasticamente tornando muito dificil o acesso da sociedade a serviços básicos.

O sindicato esta agindo em diversas frentes de conscientização da população junto a movimentos sciais e dos políticos envolvidos, quanto a real situação financeira da CAESB e quanto aos impactos futuros da privatização. Pois já existem diversos exemplos de companhias privatizadas no Brasil e no exterior, que a população que arcou com o prejuízo, até mesmo com casos internacionais de reestatização dos serviços anteriormente privatizados, como Paris e Berlim.

A CAESB não precisa ser privatizada, mas sim obter gestores competentes para melhor alocação dos recursos públicos, em prol da sociedade. Pois, financeiramente a companhia apresentou somente um único prejuízo nos últimos 10 anos, que foi em 2018, e mesmo considerando ele, ela possuiu um lucro operacional médio decenal de R$ 111 milhões e um Lucro Líquido médio decenal de R$ 7,9 milhões, a companhia está realizando o fechamento do 1º trimestre de 2019, com um lucro previsto acima dos R$ 20 milhões.

O mesmo se revela no fluxo de caixa presente em suas demonstrações contábeis, dos últimos 10 anos, que revelam a geração de caixa nas atividades operacionais em mais de R$ 89 milhões, que são totalmente investidos na melhoria da atividade fim da companhia. Estes relatórios (fluxo de caixa) demonstram atividades de investimento no importe de 320 milhões (2017), 138 milhões (2018) e uma média de 113 milhões/ ano (2009 a 2018).

Uma das ações de conscientização do sindicato ocorreu no último dia 09/05/2019 na Câmara Legislativa (CLDF), cujo conteúdo esta disponível em: http://sindaguadf.org.br/comissao-geral-cldf/

Brasília-DF, 21 de maio de 2019.

Diretoria Colegiada do Sindágua-DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…